O Mantra da Prosperidade

Em um universo onde cada sílaba ressoa com energia divina, existe um mantra que brilha como um farol de abundância e prosperidade. Este é o Śrī Suktam, um hino védico antigo dedicado a Mahālakṣmī, a deusa da fortuna, riqueza e bem-estar. Nessas próximas linhas, mergulharemos nas águas sagradas deste mantra da prosperidade, explorando seu significado e forma como ele pode enriquecer nossas vidas, trazendo também uma compreensão mais profunda da nossa essência.

 

Origem do Śrī Suktam, o mantra da Prosperidade

O Śrī Suktam é um hino em sânscrito que faz parte do Rigveda, um dos textos mais antigos e sagrados da Índia. Este mantra é um conjunto de ślokas (versos) que louvam Mahālakṣmī, a deusa da prosperidade. Tradicionalmente, acredita-se que sua recitação atrai riqueza material e espiritual.
Imagine os rishis (sábios) da antiguidade entoando este hino nas margens do Ganges, invocando a deusa para abençoar a terra com abundância e prosperidade. A recitação do Śrī Suktam era uma prática comum em rituais védicos, considerada essencial para atrair a graça e as bênçãos de Mahālakṣmī.
Mas, calma! Rituais? Deuses/deusas? O que?

Vamos explicar… 

Deusa da Prosperidade? Como assim?

Eu sei que você deve ter ouvido na escola (eu ouvi!) que existem religiões monoteístas e politeístas e que o Hinduísmo era uma dessas últimas. E, realmente, quando você vê a quantidade de “Deuses” e “Deusas” que tem por ali, você pensaria que essa informação está correta. Só que não…

Imagine uma moeda. Ela tem dois lados, não é? E um polvo, tem oito tentáculos. Não existem duas moedas por causa dos lados, ou um polvo pra cada tentáculo. Então, pra começar, assim são vistas as deidades na Índia – “faces” do único “Deus” (Ishvara), que na verdade não tem nome ou forma e ao mesmo tempo é todos os nomes e formas. Esses deuses(as) todos são aspectos, manifestações desse Deus único. 

Depois, na verdade, o nome não seria deusas ou deuses, mas sim “devatā“. Esse nome vem de uma raiz sânscrita que significa “brilho” e que designa um grupo de “seres” pra lá de especiais – mas nem por isso fictícios! Veja por exemplo Gaṇeśa: um “deus” com corpo de criança e cabeça de elefante… Ora, isso existe? Claro que não. Porém, essa é apenas uma forma simbólica para algo bem real, a boa sorte, a remoção de obstáculos, a auspiciosidade.
Dessa forma também devemos entender Mahālakṣmī – uma forma simbólica para a fortuna, o acesso a recursos, a prosperidade. Quem poderá dizer que essas coisas não existem?

Mahālakṣmī: A Deusa da Prosperidade: 

Mahālakṣmī é, então, uma das deusas mais adoradas no panteão hindu. Ela não é apenas a deusa da riqueza e da fortuna, mas também simboliza a beleza, a pureza e a generosidade. Mahālakṣmī é frequentemente retratada sentada em uma flor de lótus, derramando moedas de ouro de suas mãos, simbolizando a incessante outorga de bênçãos. Ela nos ensina que a verdadeira prosperidade vem de um coração generoso e de um espírito puro. A adoração a Mahālakṣmī vai além da busca por ganhos materiais; é um caminho para a purificação espiritual e para alcançar um estado de contentamento e gratidão.

Entendendo o Śrī Suktam:

Cada verso do Śrī Suktam é uma jóia que brilha com a sabedoria védica. O hino começa com uma saudação a Mahālakṣmī, pedindo-lhe que resida em nosso lar e coração. Os versos descrevem sua glória, beleza e poder, e como ela é a fonte de toda a riqueza e bem-estar. Ao recitar o Śrī Suktam, não estamos apenas pedindo prosperidade material, mas também buscando a riqueza espiritual e a iluminação que Mahālakṣmī representa. Cada sílaba do Śrī Suktam é carregada de significado e energia, criando um campo vibracional que atrai positividade e prosperidade.
“Atrai? Como assim?” Para entender isso também devemos lembrar que não só o mantra é vibração – tudo nesse universo é, em essência, vibração. Como um diapasão faz vibrar uma corda que tem a mesma nota musical, assim é dito que o mantra nos faz entrar na mesma frequência da prosperidade.

Benefícios do mantra da Prosperidade

A recitação do Śrī Suktam tem o poder de atrair energia positiva e abundância. É dito que este hino tem o poder de remover obstáculos relacionados à riqueza e abrir caminhos para o sucesso e a prosperidade. Além disso, o Śrī Suktam ajuda a purificar a mente e o ambiente, criando uma atmosfera de paz e harmonia. Ele nos lembra de que a verdadeira riqueza não é apenas material, mas também espiritual. A prática regular do Śrī Suktam pode levar a uma maior consciência espiritual, promovendo um senso de paz interior e satisfação que transcende as preocupações materiais.

Como Praticar:

Para praticar o Śrī Suktam, encontre um lugar tranquilo e sereno. Você pode acender uma lâmpada ou uma vela como uma oferta à deusa. Recite o hino com devoção e concentração, permitindo que cada palavra e sílaba preencha seu ser com sua energia sagrada. Ao recitar, visualize a presença de Mahālakṣmī, trazendo prosperidade e bênçãos para sua vida. A prática pode ser aprimorada com a utilização de incensos e flores, criando um ambiente propício para a invocação da deusa.
Infelizmente, o aprendizado correto desse cântico exige muita disciplina e, acima de tudo, um professor capacitado… Na falta disso, vale pegar uma boa versão e deixar tocando no spotify, no YouTube, ou coisa do gênero. Ao final, vou deixar aqui pra você uma boa fonte!

Aprofundando a Prática com o Śrī Suktam:

Além da recitação regular, você pode aprofundar sua conexão com o Śrī Suktam através da meditação e do estudo. Medite sobre o significado de cada verso e como ele se aplica à sua vida. Estudar as interpretações e comentários sobre o Śrī Suktam pode também enriquecer sua compreensão e experiência. Esta prática não só atrai prosperidade material, mas também promove um crescimento espiritual profundo, conectando você com a energia divina de Mahālakṣmī.

Śrī Suktam na Vida Diária:

Incorporar o Śrī Suktam em sua rotina diária pode transformar sua perspectiva sobre riqueza e prosperidade. Ao começar o dia com sua recitação, você estabelece uma intenção positiva, atraindo sucesso e abundância. O Śrī Suktam pode ser um refúgio em tempos de incerteza financeira, lembrando-nos de que a verdadeira riqueza está na gratidão, na generosidade e na fé.

Conclusão:

O Śrī Suktam é uma ponte entre o mundano e o divino, um hino que nos conecta com a generosidade e a graça de Mahālakṣmī. Ao recitar este mantra, abrimos nossos corações para receber as bênçãos da deusa da prosperidade, lembrando-nos de que a verdadeira riqueza está na harmonia, na generosidade e no espírito puro. Este hino sagrado é um convite para viver uma vida de abundância, não apenas material, mas também espiritual e emocional. Através do Śrī Suktam, somos lembrados de que a prosperidade verdadeira abrange muito mais do que bens materiais; ela engloba a riqueza do espírito, a riqueza das relações e a riqueza da experiência humana.

Como prometido, segue o mantra para você escutar e deixar tocando!!
https://www.youtube.com/watch?v=ThznwYxJ8po&ab_channel=RajshriSoul

 

E aqui, uma meditação num mantra menorzinho, pra você também deixar tocando!

Leandro Casttelo Branco

Leandro Castello Branco, coordenador do Saraswati Studio de Yoga no Rio de Janeiro, vive o Yoga há mais de duas décadas. Morou seis meses na Índia em 2006 e desde então teve a oportunidade de viajar estudando vedanta, yoga e meditação com diversos mestres como Swami Dayananda Saraswati, S.S. o Dalai Lama e o mestre zen Thich Nhat Hanh. É autor do "Guia Prático para o Coração do Yoga", que chegou a ser um dos mais vendidos da Amazon/Kindle na categoria "Saúde e Família" e hoje já formou mais de 520 professores de Yoga. Em 2017 iniciou um trabalho online que já impactou centenas de milhares de pessoas em cursos, workshops e palestras.

Me acompanhe nas redes sociais


Autor
Posts + populares
×