Vinyasa Yoga

Em meio à rica tapeçaria do Yoga, com suas inúmeras tradições e estilos, surge uma prática que é ao mesmo tempo dinâmica e meditativa, desafiadora e calmante: o Vinyasa Yoga. Como um rio sinuoso, o Vinyasa flui livremente, conectando uma postura à outra em uma dança de respiração e movimento. É uma prática que, como o próprio Yoga, está enraizada em antigas tradições, mas que se adaptou e evoluiu para atender às necessidades do mundo moderno.

A palavra “Vinyasa” vem do sânscrito e pode ser traduzida como “colocar de uma maneira especial”, ou simplesmente “composição”. No contexto do Yoga, refere-se à sequência cuidadosamente orquestrada de asanas (posturas) que são interligadas pelo fluxo da respiração. Cada movimento é acompanhado por uma inspiração ou expiração, criando um ritmo que é ao mesmo tempo constante e fluido.

Mas, afinal de contas… de onde veio essa idéia de colocar as posturas em movimento e sincronizar com a respiração?

Afinal, onde nasceu o Vinyasa?

A origem do Vinyasa Yoga pode ser rastreada até o lendário yogi Tirumalai Krishnamacharya, muitas vezes referido como o “pai do Yoga moderno”. Ele ensinou a muitos estudantes que se tornaram professores influentes, incluindo seu próprio filho T.K.V. Desikachar e os renomados B.K.S. Iyengar e K. Pattabhi Jois. Este último é o fundador do Ashtanga Vinyasa Yoga, um estilo rigoroso e estruturado que é frequentemente considerado o precursor do Vinyasa Yoga que conhecemos hoje.

No começo dos anos 2000 era frequente o afluxo de professores que chegavam da Índia tendo aprendido Ashtanga e não demorou muito para aparecer sua provável primeira variante – o finado Power Yoga. Digo “finado” porque esse nome que usava uma palavra em inglês logo caiu em desuso e foi substituído pelo “vinyasa”. Sim, você entendeu certo – não há diferença nenhuma entre o power e o vinyasa yoga.

No Vinyasa Yoga (ou no Power e seus derivados), a sequência de posturas pode variar de uma aula para outra, permitindo uma criatividade quase infinita. Esse, aliás é o ponto principal de diferença do Ashtanga, que segue séries fixas.

No entanto, apesar dessa liberdade, cada aula é cuidadosamente estruturada para garantir um equilíbrio entre força e flexibilidade, esforço e descanso. Uma aula típica pode começar com posturas de aquecimento e respiração, progredir para posturas mais desafiadoras e, em seguida, terminar com uma fase de relaxamento e meditação.

O coração da prática de Vinyasa

Uma das características distintivas do Vinyasa Yoga é o Surya Namaskar, ou Saudação ao Sol. Esta sequência de posturas é frequentemente usada como aquecimento no início da aula, mas mais do que isso – ela é o verdadeiro coração da prática do Vinyasa. É partir dela que a maioria das posturas se encadeia! Dessa forma, a série de posturas se mantém vigorosa, ritmada e com alto nível de energia. Cada movimento na Saudação ao Sol – e as posturas que acabam derivando dela – é acompanhado por uma respiração, criando uma dança fluida entre o corpo, a mente e o espírito. Pra quem vê de fora, a aula de assemelha a uma coreografia bem ensaiada.

O Vinyasa Yoga não é apenas uma prática física. Embora possa certamente ajudar a construir força, flexibilidade e equilíbrio, seu objetivo é muito mais profundo. Como todas as formas de Yoga, o Vinyasa busca unir o corpo, a mente e o espírito, e criar uma sensação de harmonia e integração. Através da prática regular, os praticantes podem aprender a se mover com graça e facilidade não apenas no tapete de Yoga, mas também na vida cotidiana.

A prática do Vinyasa Yoga é como uma jornada. Não se trata de alcançar um destino final, mas de desfrutar do processo, de se sintonizar com o ritmo da respiração e do movimento, de cultivar a consciência e a presença. Cada prática é uma oportunidade de explorar e descobrir, de desafiar-se e crescer, de se conectar consigo mesmo e com o mundo ao redor.

Vantagens do Vinyasa Yoga

A beleza do Vinyasa Yoga reside em sua adaptabilidade. Pode ser suave ou vigoroso, meditativo ou dinâmico, simples ou complexo. Ele pode ser adaptado para atender a uma ampla gama de habilidades e necessidades, tornando-o acessível para praticamente todos. Seja você um novato no Yoga, um atleta experiente, ou em algum lugar entre os dois, há uma prática de Vinyasa que é certa para você.

Eu não costumo recomendar, no entanto, a prática de Vinyasa como primeira aula de uma pessoa que nunca praticou. É um pouco desanimador para ela, que ainda não conhece nenhum ajuste, seguir os movimentos acelerados da aula. Também é complicado para o professor passar as nuances dos asanas a um iniciante completo no pouco tempo de permanência nas posturas. Recomendo iniciar o contato com Yoga pela prática de Hatha, Yoga Integral ou algum outro estilo sem ritmo, com maior permanência nas posturas para gerar segurança e a sensação de familiaridade com os asanas.

De toda forma, em um mundo que muitas vezes parece acelerado e desconectado, o Vinyasa Yoga oferece um refúgio. É um lugar onde podemos desacelerar e nos conectar, onde podemos encontrar equilíbrio e tranquilidade. É uma prática que nos lembra da beleza e do poder do agora, e nos convida a nos mover com intenção, graça e alegria.

Por fim, lembre-se de que a prática do Vinyasa Yoga, como qualquer jornada, é única para cada indivíduo. Não se trata de se comparar com os outros, mas de honrar seu próprio corpo, sua própria respiração, sua própria experiência. É uma prática que celebra a individualidade e a autenticidade, e que nos encoraja a sermos verdadeiros com nós mesmos.

Então, da próxima vez que você pisar no tapete de Yoga, lembre-se de respirar, mover-se com graça, e acima de tudo, desfrutar do passeio. O mundo do Vinyasa Yoga está esperando para ser explorado.

Leandro Casttelo Branco

Leandro Castello Branco, coordenador do Saraswati Studio de Yoga no Rio de Janeiro, vive o Yoga há mais de duas décadas. Morou seis meses na Índia em 2006 e desde então teve a oportunidade de viajar estudando vedanta, yoga e meditação com diversos mestres como Swami Dayananda Saraswati, S.S. o Dalai Lama e o mestre zen Thich Nhat Hanh. É autor do "Guia Prático para o Coração do Yoga", que chegou a ser um dos mais vendidos da Amazon/Kindle na categoria "Saúde e Família" e hoje já formou mais de 520 professores de Yoga. Em 2017 iniciou um trabalho online que já impactou centenas de milhares de pessoas em cursos, workshops e palestras.

Me acompanhe nas redes sociais


Autor
Posts + populares
×